Páginas

terça-feira, 7 de setembro de 2010

IV Concurso Literatura para Todos

Prazo de inscrição: 13 de outubro de 2010.

  • Categorias: Prosa (Conto, novela ou crônica); Poesia; Textos da tradição oral (em prosa ou em verso); Perfil Biográfico; Dramaturgia;
  • Máximo de obras: Cada participante só poderá inscrever um único trabalho inédito.
    • A obra literária deverá ser, obrigatoriamente, inédita. Entende-se por inédita a obra não-editada e não-publicada, parcialmente ou em sua totalidade, em antologias, coletâneas, suplementos literários, jornais, revistas, internet ou qualquer outro meio de comunicação.


  • Tema:
    • A concepção do texto deve apresentar uma narrativa literária atraente, destinada à captura do neoleitor, não se confundindo com objetivos escolares de ensino da língua e da gramática, e não contendo recomendações de conduta moral ou religiosa e abordagens preconceituosas.
    • Os textos literários devem encarnar leituras do mundo, em que texto e contexto histórico e social estejam entrelaçados com clareza e visibilidade.
    • Os textos literários devem favorecer o envolvimento afetivo do neoleitor, comunicar a compreensão, o entendimento e a crítica.
    • Recomenda-se, na construção dos textos, em todos os gêneros, a leveza e a invenção poética, e assim aglutinar forças para o enfrentamento dos problemas e limites da realidade.
  • Premiação:
    R$ 10.000,00 por obra selecionada
  • Divulgação do resultado: 09 de dezembro de 2010
Fonte do Edital: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12313&Itemid=628


==========================

A realização do IV Concurso Literatura para Todos é uma das estratégias da Política de Leitura do Ministério da Educação, que procura democratizar o acesso à leitura, constituir um acervo bibliográfico literário específico para jovens, adultos e idosos recém alfabetizados e criar uma comunidade de leitores. Esse novo público é chamado de neoleitores.


O MEC publica e distribui as obras vencedoras às entidades parceiras do Programa Brasil Alfabetizado, às escolas públicas que oferecem a modalidade EJA, às universidades que compõem a Rede de Formação de Alfabetização de Jovens e Adultos, aos núcleos de EJA das instituições de ensino superior e às unidades prisionais que ofertam essa modalidade de ensino.

Em 2010, em sua quarta edição, os candidatos concorrem nas categorias Prosa (Conto, novela e crônica), Poesia, Textos da tradição oral (em prosa ou em verso), Perfil Biográfico e Dramaturgia.

Serão selecionadas duas obras das categorias: prosa, poesia e textos da tradição oral e apenas uma obra das categorias: perfil biográfico e dramaturgia. Também será selecionada uma obra de qualquer uma das modalidades do concurso de autor natural dos países africanos de língua oficial portuguesa: Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe. Os vencedores recebem prêmios no valor de R$ 10 mil.

Em 2009, cerca de 300 obras foram inscritas. Desse total, aproximadamente 50 obras foram desclassificadas por não atenderem às exigências do edital. Concorreram ao prêmio, portanto, cerca 250 obras inscritas.

A inscrição para o concurso este ano será feita por meio do encaminhamento das obras literárias para: IV Concurso Literatura para Todos, Ministério da Educação, Esplanada dos Ministérios, Bloco L, Sala 211, CEP 70047–900, Brasília /DF. As inscrições podem ser feitas até o dia 13 de Outubro de 2010. Maiores informações podem ser obtidas por meio do endereço eletrônico: literaturaparatodos@mec.gov.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Os concorrentes naturais e residentes em países africanos de língua oficial portuguesa devem fazer a inscrição mediante o envio das obras literárias para as embaixadas do Brasil nos respectivos países. Embaixadas do Brasil nos países africanos de língua portuguesa.

Acesse o edital em http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=6587&Itemid=

2 comentários:

Fabio Poeta disse...

Legal o empreendimento do SESC/DF em realizar mega concurso em várias modalidades, só falta do SESC/AL que se atrela apenas à música, não me lembro de nenhum concurso desse naipe. Parabéns, Ana.

Sodine Üe disse...

O edital é bastante vago. Não define, por exemplo, o que eles entendem por “conto” ou por “poesia”. E isso se agrava com a exigência de que cada texto deve ter entre 30 e 40 páginas. O que acontecerá caso o autor inscreva uma poesia longa, com 35 páginas, ou caso ele inscreva um conto longo, ou caso inscreva vários contos curtos ou várias poesias curtas? Quem vai definir se será válido ou não?
Ana, seria bom que você esclarecesse esse ponto com os organizadores e publicasse algum parecer deles... Se é que vai dar tempo.